Perguntas Gerais

Existe algum tipo de supervisório para Controladores AGST?

Os controladores AGST têm como característica a comunicação serial em ASCII, portanto qualquer terminal de comunicação pode ser utilizado para comunicação, como por exemplo: o terminal do Windows 3.11 ou Hiper Terminal Windows 98/2000/XP. Para a família de controladores MP4000 a AGST disponibiliza o supervisório MP4, em plataforma Windows.

Para a linha de equipamentos Condar MP5000, possuímos uma gama maior de soluções para comunicação remota. Consulte-nos a este respeito.

Meu controlador está alarmando falha de máquina de ar condicionado quando operando em automático, porém na condição manual estas máquinas estão funcionando. O controlador está avariado?

É importante termos ciência de que a comunicação entre os controladores e as máquinas de ar condicionados se dá, principalmente, através da interligação física de entradas digitais do controlador com saídas a contato seco disponibilizadas nos quadros elétricos das máquinas, as quais dão as indicações do efetivo funcionamento dos dispositivos comandados, ou não. Muitas vezes, eventos responsáveis por atuar proteções internas das máquinas, não bloqueiam de forma permanente o seu funcionamento na condição manual, porém isto não significa que não exista alguma anormalidade. Nestes casos, o controlador está exercendo rigorosamente uma das suas mais importantes funções, que é a de avisar o usuário sobre a existência de uma anormalidade no sistema, dando-lhe a oportunidade de tomar uma ação corretiva, antes que o problema se agrave. Outra possibilidade está na interrupção de alguma interligação entre o Controlador e a máquina, ou apenas na falha de um relé repetidor de alarme da mesma, não caracterizando necessariamente uma anormalidade mecânica. Ressalvas para as máquinas do tipo split doméstico, que não disponibilizam tais contatos secos para resumo de alarmes, sendo o diagnóstico de defeito, geralmente, feito pela análise de rendimento, através da medição de temperatura na saída de insuflação. Consulte os registros do controlador (menú “Últimas Ocorrências” na linha MP4000; “Log de Falhas” e “Log de Eventos” na linha MP5000), verificando se existe alguma coincidência de períodos e horários. É bastante freqüente, por exemplo, embora não possa ser considerado um fato normal, a atuação do “Pressostato de Baixa” na partida do compressor em períodos de baixa temperatura externa (principalmente à noite).

Na dúvida, sempre entre em contato com o nosso suporte técnico.

O Manual Técnico mostra como o controlador é interligado às máquinas de Ar Condicionado e descreve claramente o funcionamento do sistema?

Não exatamente, pois existem inúmeras formas de efetuar a instalação em função do tipo de máquina, dos acessórios utilizados e Especificações dos clientes.

ATENÇÃO: Em alguns Manuais Técnicos é apresentado um Esquema de Interligação meramente a título de ilustração, portanto não o leve em conta para fins de análise do funcionamento da sua instalação. A AGST fornece gratuitamente o projeto de instalação na ocasião do fornecimento do controlador; esta documentação técnica é composta do Manual Técnico, Esquema de Interligação e Documento de “Aplicação” (configuração do Controlador). O Manual Técnico sempre acompanha o equipamento fornecido. Já o Esquema de Interligação e a Aplicação são enviados por meio eletrônico ao cliente ou instalador.

TC 1600 e TC 1600 Plus são similares a Controladores AGST?

Sim. Os controladores TC1600 e TC1600 Plus foram fabricados pela AGST, em OEM, para a Springer Carrier, tendo como base os projetos do Lead Lag Plus II e da linha CONDAR MP4000, ambos de nossa autoria.

Assistência Técnica

Com que tensão posso alimentar o controlador?

Os controladores AGST aceitam variação da tensão em sua entrada entre 20 e 60 VCC (sem necessidade de cuidados com a polaridade) ou 24VAC.

O Controlador pode ter acesso serial remoto?

Sim, todos os controladores fabricados pela AGST possuem acesso serial.

Posso alimentar as entradas digitais com 220 VAC?

Na família de Controladores Lead Lag, NÃO. Os Controladores da família MP4000 possuem 2 entradas que admitem receber tensões em 220VCA, a ED04 (conector 2, bornes 6 e 7) e a ED08 (conector 7, bornes 1 e 2).

Posso fazer acionamentos com 220 VAC através das saídas digitais do controlador?

Não é aconselhável, somente em casos extremos; nesta situação faz-se necessário o uso de supressores de ruído tipo RC´s.

Quais tipos de porta para comunicação serial os controladores possuem?

Os controladores da família Lead Lag possuem uma saída serial padrão RS232 e, opcionalmente, também RS485; os controladores MP4000 são fornecidos com os dois tipos de portas.

Na família de controladores MP5000, além de um canal de comunicação interno e outro externo, tipo RS485, também é disponibilizada uma porta USB.

Qual a tensão de alimentação do módulo AM2IA / AM2IV?

Estes módulos podem ser alimentados em 24 ou 48 VCC (tensão que deve ser selecionada através de chave apropriada existente na placa eletrônica dos mesmos); com a chave na posição de 24V pode-se também alimentá-los em Corrente Alternada.

Qual o protocolo de comunicação utilizado pela AGST?

Os controladores AGST Lead Lag e MP4000 possuem protocolo proprietário, porém aberto, uma vez que são descritos detalhadamente nos respectivos Manuais Técnicos. A família de controladores MP4000 possui, opcionalmente, um conversor para comunicação serial em protocolo MODBUS-RTU (acessório CP4000).

Os controladores da linha CONDAR MP5000 adotam o protocolo de comunicação MODBUS RTU.

Instalação

É possível remanejar um Lead Lag de uma estação para outra?

Sim, desde que a versão do firmware seja compatível. Esta família de controladores não possui acesso serial à memória flash, portanto é necessário o envio do equipamento à fabrica caso seja necessária esta atualização. Quanto a configuração do equipamento, pode ser feita através de sua interface homem-máquina ou por meio de sua porta serial. Obs.: Deve-se observar com muito cuidado a configuração das entradas digitais pois a instalação de um Controlador com entradas configuradas em Pull-up em um local onde o projeto utiliza Entradas Energizadas provocará graves danos ao mesmo.

É possível remanejar um MP4000 de uma estação para outra?

Desde que o controlador da linha MP4000 seja do mesmo modelo, sim! O modelo define o número de pontos e os seus periféricos. Quanto à configuração do equipamento, pode ser feita através de sua interface homem-máquina, ou por meio de sua porta serial. Caso a versão do firmware não esteja atualizada você pode faze-lo através do software MP4000W, disponível gratuitamente neste site, juntamente com a versão do firmware desejada. Obs.: Deve-se observar com muito cuidado a configuração das entradas digitais pois a instalação de um Controlador com entradas configuradas em Pull-Up em um local onde o projeto utiliza Entradas Energizadas provocará graves danos ao mesmo.

É possível substituir um Transdutor de Temperatura e Umidade SN05 por um SN06?

Sim. Mesmo os transdutores tendo os sinais de saídas de umidade incompatíveis (SN05 de 4 a 20ma e SN06 de 0 a 5V), os controladores da linha MP4000 e Lead Lag permitem alterar a configuração da entrada analógica de corrente para tensão através de jumpers.

Posso substituir um sensor interno por um externo?

Somente por transdutores de mesmo modelo; não esqueça de fazer a devida correção de leitura nas respectivas Entradas Analógicas, com o auxílio de um medidor de temperatura e umidade devidamente aferido.

Garantia

Como faço para saber se meu Controlador encontra-se dentro do período de Garantia?

O período da Garantia é de 12 meses a contar da data de emissão da Nota Fiscal de Venda. Caso você não tenha a Nota Fiscal, entre em contato com nosso Depto. de Assistência Técnica, informando o Número de Série do Equipamento. De posse desta informação, rastrearemos todos os dados referentes ao fornecimento deste equipamento.

Não recebi o Certificado de Garantia junto com o Controlador. Como faço para obtê-lo?

Os “Termos da Garantia” estão claramente expressos no final de nossos Manuais Técnicos, não havendo necessidade de emitir um Certificado de Garantia para cada aparelho entregue.

Lógicas de Funcionamento

Como funciona o Ciclo Economizador ou Controle Entálpico?

A função Ciclo Economizador é ativada (desde que o Controlador esteja configurado para tal) sempre que as condições climáticas externas forem favoráveis e consiste em desligar os compressores ou as máquinas de Ar Condicionado como um todo, passando a efetuar a retirada de calor do ambiente através da troca de Ar Interno por Ar Externo. Esta troca pode se processar de duas formas: Em instalações com máquinas tipo Wall Mounted, o ar externo é admitido através do “Damper” e insuflado no ambiente pelo ventilador do evaporador; o ar interno aquecido é expulso do ambiente pelo lado oposto do mesmo damper, passando pelo compartimento do condensador da máquina. Em instalações com máquinas convencionais utiliza-se um Sistema de Ventilação Forçada, composto por um Exaustor e um damper de tomada de ar externo.